• Autor citado no texto

Sucessão e Holding Familiar

Como planejar a sucessão familiar da sua empresa por meio do Holding Familiar?

A falta de um planejamento de sucessão pode levar uma empresa à falência, além da má gestão orçamentária e a falta de um plano de ação ou planejamento estratégico, sendo o principal agravante para a perda de um negócio familiar.


Entre as práticas adotadas para evitar a falência de negócios familiares, está o Holding Familiar. A palavra holding é derivada do inglês “to hold”, que significa manter.


Portanto, Holding Familiar é uma empresa que mantém o controle patrimonial de uma ou mais pessoas físicas, que pertencem ao mesmo grupo familiar, que detém bens e participações societárias em seus nomes.


Sendo assim, o Holding Familiar nada mais é do que um negócio gerenciado e administrado por pessoas da mesma família.


Pensando em todas as dificuldades do planejamento de sucessão familiar, nós da TG preparamos um artigo, para esclarecer mais sobre os negócios de Holding Familiar.


Saiba o que é o Holding Familiar


Como definimos anteriormente, Holding Familiar é uma empresa mantida por pessoas da mesma família, essa sociedade tem como propósito administrar de forma conjunta os bens e patrimônios familiares, que representam pessoas físicas.


Neste modelo societário, os bens e patrimônios das pessoas, não ficam em seus nomes, mas sim sobre a administração da holding. Isso tem como intuito facilitar a gestão do patrimônio e estabelecer a sucessão no caso de falecimento.


Todos os membros da família serão sócios e cada um terá direito a uma parcela de participação na sociedade/empresa. Sendo assim, todo lucro obtido através do negócio administrado pela holding, deverá ser dividido de forma igualitária, entre os membros, como consta em estatuto.


Portanto, todas as decisões pertinentes ao patrimônio devem ser tomadas e deliberadas pelos membros da família que compõem o holding. Dedicando-se para que todas as questões administrativas e de funcionamento sejam pensadas em conjunto.



As holdings são sociedades limitadas e podem receber dois tipos de classificação:


● Holding Familiar Pura - sua criação possui o objetivo único de controlar, ou seja, tem por intuito a administração de bens e da sociedade;

● Holding Familiar Mista - realiza também a função de controle, porém exerce outros papéis dedicando-se a outras atividades empresariais.


Conheça as vantagens de adotar a Holding Familiar ao seu negócio


Existem muitas vantagens em optar pela Holding Familiar na sua empresa, podendo administrar e controlar seu patrimônio com mais segurança e confiança, tendo amparo de um sócio majoritário.


Neste modelo de gestão empresarial, todos os sócios se beneficiam e apresenta inúmeras vantagens, como:


● Melhora do planejamento financeiro - o formato do holding familiar proporciona mais equilíbrio na administração financeira da família. Dessa forma, a gestão financeira é feita de acordo com os interesses dos sócios, tendo controle sobre as questões tributárias, como o pagamento de impostos, que podem gerar mais lucros a empresa;

● Correta execução do planejamento tributário - a holding familiar é constituída pelos bens e patrimônios das pessoas físicas e da sua participação societárias, dessa forma o planejamento tributário ou elisão fiscal deve ser aplicado para cada parte, avaliando todas as alternativas e situações fáticas e jurídicas para redução ou eliminação de ônus tributário, sempre que for possível, dentro dos limites jurídicos;

● Possibilita uma estratégia de sucessão familiar - por ser um formato de negócio societário que mantém a gestão por um sócio majoritário, a holding familiar facilita a sucessão de bens, desde que as normas de sucessão estejam corretamente estabelecidas no contrato social.


Outro fator que merece destaque que torna a Holding Familiar uma solução vantajosa, é a blindagem patrimonial. Esse termo, refere-se ao conjunto de ações que tenham por propósito proteger seu patrimônio familiar, das contingências externas.


Mas, vale lembrar que isso só pode acontecer se a Holding Familiar atuar dentro da lei tributária, tendo como foco o planejamento tributário, financeiro e sucessório.


Entretanto, em caso de evasão fiscal, a empresa poderá arcar com seus atos e claro o patrimônio será afetado diretamente, podendo levar a sua falência.


Além disso, a Holding Familiar oferece defesa aos bens, quando ocorrem processos de separação litigiosa, divórcios, uniões estáveis paralelas e casamentos formais.


Descubra como montar uma Holding Familiar


Algumas famílias conseguem acumular uma grande capital com bens e patrimônios, mas a grande dificuldade é como administrar tudo isso. A Holding Familiar tem como propósito facilitar a gestão e operação do seu negócio.


Avaliação do Patrimônio


Para a criação de uma Holding Familiar, o primeiro passo é avaliar todos os bens envolvidos, incluindo imóveis, equipamentos, ferramentas e outros bens de quem irá instituir a pessoa jurídica e também todos os beneficiários.


Isso é importante, pois dependendo do porte do patrimônio, não é válido a criação da holding. Já que serão gastos uma boa quantia com serviços jurídicos e de contabilidade para dar início a sociedade.


A análise deve incluir uma avaliação das empresas de cada membro familiar, que será sócio, para a definição de um modelo societário adequado para a holding familiar. Dessa forma, a sociedade pode ser S/A ou LTDA.


Definição dos sócios


Em seguida deve-se escolher os sócios, recomenda-se dar preferência por estabelecer sociedade entre esposa, marido e filhos. Sendo válido para casos em que não há impedimentos legais, em que a participação no capital é delimitada pelos fundadores.


Documentação


Depois do acordo entre os sócios, realizar o planejamento tributário e escolher um tipo societário, o próximo passo é dar entrada nos documentos, sendo o principal o contrato social. Neste deve estar inclusas as condições de sucessão do patrimônio.


Cada documento deve ser registrado no órgão competente, sendo necessário discriminar na documentação que os bens estarão sendo transferidos das pessoas físicas (membros da família) para a holding.


Bom, essas são algumas das etapas principais para abrir uma Holding Familiar, sendo importante sempre se lembrar de analisar cuidadosamente o seu patrimônio. Pois este é o principal aspecto para garantir que a holding seja a maneira mais adequada para administrar o negócio da sua família.


Dessa forma, o seu patrimônio prosperará e sua empresa conseguirá alcançar mais lucros.


Vale lembrar que para manter uma Holding Familiar de sucesso é preciso gerenciar as finanças e sua liderança adequadamente. Considerando isso, identificamos que a chave do sucesso de qualquer negócio é estabelecer uma boa gestão orçamentária.


Confira os benefícios de optar pela adoção do Holding


Como vimos anteriormente são muitas as vantagens de criar uma Holding Familiar, temos também alguns benefícios que fazem da adoção deste modelo uma aplicação prática para administrar o seu patrimônio.


Enquanto o processo de abertura de uma empresa (pessoa jurídica) leva em torno de 30 dias, o processo de inventário de inventário judicial, que inicia com ajuizamento até a expedição com a partilha dos bens, com a documentação para regularização dos bens pode levar até 3 anos ou mais.


Além da administração de bens e imóveis, a Holding também permite o controle de todos os investimentos vinculados ao patrimônio. Ao designar especialistas para gerir seu patrimônio e bens, o seu capital terá sempre um retorno satisfatório.


Outro fator relevante da adoção da Holding é que como pessoa jurídica, a tributação dos seus rendimentos corresponde em média a 12%, enquanto a tributação para pessoas físicas é de 27,5%.


Por fim, podemos destacar a incidência de tributação por transmissão de móveis e sucessão, como não ocorrerá a transmissão sucessiva de patrimônios para a concretização da partilha de bens, não será preciso o recolhimento do tributo, sendo transmitidas especificamente as partes pertencentes a empresa Holding, o patrimônio que a compõe.


Contrate especialistas para ajudar nas questões tributárias e judiciais


Pode parecer menos importante, mas contar com uma equipe de especialistas pode fazer toda a diferença na gestão e operação da Holding Familiar, isso porque cuidar das partes jurídicas e contábeis demanda tempo e capacitação.


Esses profissionais poderão arcar com funções de extrema relevância para o planejamento tributário e sucessório da empresa, enquadrando-a conforme a lei para o correto cumprimento com a legislação e obtenção de retorno de lucro.


Após a formalização da Holding a contratação de bons profissionais para contabilidade e jurídico é fator fundamental para o sucesso da sua empresa e crescimento do patrimônio.


Dessa forma, você designará a atividade para um profissional especializado, e poderá se dedicar exclusivamente às atividades que geram lucros ao negócio e focar principalmente na administração e operação da empresa.


É importante afirmar que o sucesso da Holding deve-se principalmente à sua forma de gestão orçamentária e administrativa, sendo fundamental que esta tenha uma gestão bem elaborada.


Precisando de ajuda para Avaliação de Empresa?


Os especialistas em Avaliação de Empresa da TG, estão à disposição para auxiliar no que for preciso para abrir uma Holding Familiar.


Realizamos análises técnicas para verificar qual é o tipo societário mais vantajoso para a sua Holding, avaliando também se o volume do seu patrimônio vale a pena para se enquadrar a Holding Familiar.


Auxiliamos para dar entrada na documentação necessária e enquadramento ao órgão pertencente, para atuar dentro da lei.


Com a nossa ajuda sua empresa não terá problemas com tributação, estando sempre de acordo com a legislação, atuando corretamente para que gere lucros e possa expandir o seu patrimônio.


A TG é uma empresa dedicada a prestar serviços de perícia, avaliação, auditoria e consultoria, tendo vasta experiência e tradição de mercado, sendo considerada a maior referência do setor em Brasília.


Prestamos serviços com excelência e diferencial, para isso contamos com nossos sócios, profissionais com mais de 15 anos de experiência no mercado, tendo vasta qualificação para atuar em consultoria, perícia e avaliação, somando mais de mil pareceres e laudos elaborados.


Nossa sede está localizada no centro de Brasília, com uma excelente estrutura e instalações modernas e funcionais.


Conclusão


Neste artigo você aprendeu o que é a Holding Familiar, que consiste em uma empresa que controla todos os bens e participações societárias de pessoas de uma mesma família. Ou seja, trata-se de uma empresa administrada por membros de uma família.


Depois vimos as principais vantagens de adotar este modelo empresarial, com foco em quatro vertentes: planejamento financeiro, planejamento tributário, planejamento sucessório e blindagem patrimonial.


Em seguida apresentamos como funciona o processo de abertura de uma Holding Familiar que se inicia na avaliação de patrimônio e termina com a elaboração da documentação necessária para a operação da empresa.


Também descobrimos os benefícios da adoção da Holding no seu negócio, principalmente no que diz respeito ao recolhimento de tributos.


Vimos que a contratação de especialistas em contabilidade e jurídico podem ser um investimento vantajoso, podendo cuidar de questões tributárias e orçamentárias que são fundamentais para o sucesso da empresa.


Por fim, aprendemos que antes de abrir uma Holding Familiar ou qualquer negócio é preciso de uma Avaliação da Empresa, garantindo que o investimento terá um retorno satisfatório.


E claro, conhecemos o excelente trabalho da TG, que oferece o serviço de Avaliação de Empresa e conta com os melhores profissionais do mercado.


Nós da TG estamos à disposição para realizar avaliações técnicas de uma empresa para o levantamento do volume dos seus bens e patrimônios, garantindo que você faça o melhor negócio.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Contra a corrupção, Compliance impõe desafios às empresas

Para participar de licitações, companhias do DF deverão adotar normas rígidas de conduta. Medida é avanço no combate à corrupção, mas pode restringir a concorrência. A Operação Lava-Jato desencadeou g